À espera.

Tenho esperado pelo dia que chegarei em casa (leia-se a nossa casa) e você estará me esperando com ou sem cara de sono. Ando um pouco abusada dos telefonemas pós expediente, de ir o caminho de volta pra casa pregada no celular contando como foi o meu dia, a minha aula e reclamando do trânsito que não dá folga nem às 22h. Tou abusada, mas é a única opção do momento. É aquela hora que eu finjo que estou ao seu lado, mesmo estando a alguns km de distância. Parece drama né? Mas é saudade. E essa saudade tá cada mais urgente. A medida que a data do casamento se aproxima, a saudade aumenta. A vontade de dividir/compartilhar/viver junto é tão intensa que parece que não quer esperar. Mas espera. Abusada, chateada, ansiosa e, as vezes, até um pouco triste. Mas espera.

image

 Para ele

 

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s