Que férias!

Faz uma semana que saímos de férias e quem nos acompanha no Instagram sabe o quanto estamos aproveitando esses dias. Nessa última semana rodamos por muitos lugares aqui de Pernambuco/Alagoas!

Há um tempão queríamos/planejávamos uma roadtrip pelo sertão para conhecer os Canions do São Francisco (até comentamos aqui, uns anos atrás, neste post). Uns dias antes de sair de férias, consegui reservar dois dias no hotel que queríamos e que é super concorrido na região: o Hotel Pedra do Sino. Aproveitamos o roteiro pelo sertão para incluir outro lugar que também queríamos muito conhecer: o Vale do Catimbau!

Pra terminar, quinze dias antes de viajarmos, já estávamos com tudo organizado, surgiu uma super promo da Gol e adicionamos dois dias em Noronha na programação das férias. Ou seja, essas as férias mais loucas e de última hora de todas.

A parte boa é que no final deu tudo certo, conhecemos lugares incríveis e inesquecíveis e vou tentar dividir em alguns posts aqui, com o máximo de dicas que puder passar de cada um dos lugares que fomos.

IMG_3350mod

Enfeitando paredes

Por aqui, decoração é afeto. Mas, nem sempre foi assim!

Quando nós mudamos para esse apartamento, a ansiedade de ver tudo pronto logo, fez a gente ter pressa de comprar coisas, preencher paredes, prateleiras, espaços em branco. Só que decoração não combina com pressa… Já viu ter pressa para fazer carinho em alguém? Decorar é fazer cafuné na casa e no dia que entendemos isso, tudo mudou! Aos poucos saiu o que não fazia sentido e o que chegou depois, veio porque havia uma história, carregava um pedaço de nós e do que queríamos ter e sentir diariamente.

A casa é uma continuação da gente e cada momento que paramos para enfeitar um pedaço dela, estamos na verdade enfeitando nossa vida. E essa semana vivemos um pouquinho disso quando trouxemos novos quadrinhos e objetos afetivos para cá. Eles vieram de uma loja (@casavivadecor) que tem tudo a ver como esse sentimento, uma loja cheia de coisas feitas por pessoas de verdade, que fazem da arte uma mensagem de amor. E trazer isso pra casa é cultivar ainda mais esse sentimento.

Foi assim a nossa manhã de sábado… enfeitando paredes e cuidando desse pedacinho da gente. Lar.

Sigamos cultivando amor e afeto!

Dia das mães

Ser mãe de cachorro é a coisa mais maravilhosa da vida. E essa Matildinha é a melhor filha que a gente poderia ter.

E com um monte de foto lindas da nossa manhã de domingo, queremos desejar um feliz dia das mães para todas as mamães desse mundo. E pras mães de pet também 💛

Bolo de côco com limão

Eu sei que ficamos sumidos daqui e a frequência de posts está menor do que gostaríamos, mas a verdade é que a vida é muito mais imprevisível do que imaginamos!

Essa foi uma semana difícil por aqui, muitas coisas aconteceram… Mas em semanas difíceis, a melhor coisa que podemos fazer é nos conectar com tudo aquilo que nos faz bem. E o blog sem dúvida é uma dessas coisas!

Tiramos o domingo para meditar, se reconectar com nossa essência e se preparar para mais uma semana. E pra começar a semana com uma energia maravilhosa, nada mal um bolinho bem gostoso e bem low carb (Obrigada, de nada!)

Então vamos deixar de papo e mandar essa receita….

Ingredientes: 4 ovos; 200 ml de leite de coco; 3 colheres de xilitol; 2 xícara de farinhas (usei amêndoas, côco e aveia); 1/2 xícara de coco ralado sem açúcar; 1/3 de xícara de óleo de côco; 1 colher de sopa de fermento em pó; suco de 1 limão e raspas de limão.

Modo de preparo: Comece batendo bem os ovos e o adoçante em um bowl com um fouet ou batedeira até ficar espumoso. Em seguida acrescente os outros ingredientes um a um, lembrando de adicone o fermento por último. Despeje a massa em forma de bolo inglês untada com manteiga e coco. Leve ao forno baixo por meia hora ou até assar. Sirva! 

O rack novo da sala

Montar um móvel novo pode ser apenas montar um móvel novo, mas aqui em casa montar um móvel novo é quase um evento.

Manel veste a farda de montador, pega a caixa de ferramentas, separa peça por peça do tal móvel, pega o manual, estuda o objeto e só então, começa a operação. Matilda de longe fica olhando o movimento, mas como não consegue se controlar e cinco minutos depois está lá fuçando tudo e roubando alguns parafusos, para desespero de Manel.

Eu, observo aquela cena, como se fosse um quadro, emoldurado de amor. Observo cada detalhe da personalidade de Manel que fica tão evidente quando ele senta no chão para cumprir a missão de montar o que quer que seja. Ele não consegue começar sem planejar, não gosta de pular etapas e quando faço isso, logo me olha de cara feia. A missão é dele. Ou ele faz ou melhor nem dá pitaco.

Montar um móvel novo em qualquer lugar pode ser apenas montar um móvel novo, mas aqui em casa, montar um móvel novo é um evento. Compremos cerveja e petiscos, porque semana que vem tem cadeiras novas para chegar.

IMG_2289IMG_2293IMG_2294IMG_2297IMG_2298IMG_2300IMG_2305IMG_2309IMG_2311IMG_2312IMG_2313IMG_2318IMG_2320IMG_2328IMG_2342IMG_2344IMG_2345IMG_2346IMG_2350IMG_2351IMG_2357IMG_2358IMG_2359IMG_2365