Pra sempre lembrar…

Processed with VSCO with a6 preset

Essa foto está na minha mesa de trabalho, no meu teclado do computador. Enquanto escrevo esse texto, lembro do que aconteceu nesse dia …

Era dezembro, dias antes do meu aniversário, você foi me buscar em casa para irmos à praia. Quando entrei no carro, no som Xuxa cantava parabéns, me lembrando que eu poderia estar fazendo 20 e muitos anos, mas que no dia do nosso aniversário voltamos sempre a ser crianças. Dentro do carro havia bolas e você com o seu melhor sorriso.

Naquele dia, você me deu a Instax que eu estava querendo há meses e essa foi a nossa primeira foto na câmera nova.  Naquele dia, teve almoço em um dos restaurantes que mais gostamos de ir em dias de sol e teve também, balada com as melhores amigas e muitos drinks loucos. Nosso dia terminou com eu e você bêbados, sendo pegos na blitz da lei seca. Não me orgulho dessa parte, nem você. Mas foi um dia memorável!

Gosto desse dia e dessa história. Gosto dos nossos sorrisos nessa foto, do cenário, da praia e do dia lindo de sol que estava fazendo. Gosto dessa foto e das lembranças que ela me traz. Olho para ela enquanto trabalho e o tempo passa mais rápido. E essa é a minha forma de tê-lo perto de mim durante o expediente na firma.

Hoje peguei essa mesma foto, mirei na parede, bati essa foto e postei no instagram saudosa por mais dias de sol e praia com você.  Quem sabe o mês de Abril e seus feriados devolvem esses cenários para nós e outros dias como este… (só que dessa vez sem blitz, por favor!)

Qual a sua religião?

“- Católica, não praticante.” A resposta sai no automático, talvez porque essa foi minha criação, fui batizada, fiz primeira comunhão, não crismei, mas renovei  esse ciclo casando na igreja católica.

Nem sempre respondo, assim, tão seco, na lata. Gosto dos desdobramento dessa resposta, dos pormenores, gosto de dizer que apesar de ser católica, tenho algumas crenças não católicas e não me sinto herege por isso. Eu acredito em energias e vibrações, acredito que a vida não termina aqui e agora, que talvez existam outras vidas a serem vividas, não sei se aqui na terra ou “no paraíso”. Gosto de questionar também sobre o termo “não praticante”, que nesse caso se refere ao fato de não frequentar a igreja, pelo menos não na frequência que “deveria”. Gosto de ir à igreja, sempre me sinto bem, mas gosto de ir quando estou à vontade, sem pressão e sem obrigação.

Religião para mim não é obrigação, é caminho e libertação. Apesar de “não praticante”, não se sinto dessa forma, uma vez que tento praticar aquilo que me conecta com Deus. Afinal, não é isso que importa? Pra mim sim!

Sentir Deus em tudo, inclusive no nada. Sentir que Deus usa você e usa as pessoas para te mostrar qual o caminho a seguir, você pode escolher ir ou não. Livre arbítrio, isso é Ele também. Não gosto de me intitular, não gosto dessa resposta pronta. Ela sai automaticamente. Dá próxima vez, talvez não responda mais assim.

IMG_5400

Nossa Horta

Eu e Manel, somos duas pessoas cheias de idéias e projetos, mas temos muita dificuldade de colocá-los em prática. Foi assim com a ideia/projeto de ter uma horta em casa.

Desde que nos mudamos para cá, há quase 3 anos, ensaiamos essa horta. Um tempo atrás, inclusive, conseguimos um pallet, pintamos, pregamos alguns vasinhos e priu! Parou aí. Não compramos as mudas porque não sabíamos onde colocar o pallet, se combinaria com a nossa decoração, se as plantas sobreviveriam, quais ervas cultivar…

Enfim, muitos questionamentos e decidimos deixar para depois. Até que um dia, mudamos tudo na nossa sala e ficou um espaço vazio perto da janela que pega sol durante algumas horinhas da manhã e… Por que não? Decidimos montar uma hortinha ali mesmo, naquele pedacinho de parede da sala.E foi assim! Com a ideia fixa e com muitos ventos soprando a favor, nasceu nossa horta.

Foi tipo aquelas historias de que “só acontece quando tem que ser mesmo”. Queríamos uma estante escada e na mesma época a tokstok estava na promoção e conseguimos a tal estante com um super desconto. Depois a minha sogra descobriu uma loja de jardinagem perto da casa dela que vendia mudas de várias ervas, daí pedimos sugestões lá no nosso insta e todo mundo ajudou muito (Obrigada a todo mundo!!!). Selecionamos algumas ervas mais fáceis de cultivar e que seria bom ter em casa. Então, em menos de um mês (depois de três anos) que colocamos na cabeça a ideia da horta, ela saiu do papel e virou realidade.

Já vai completar dois meses e de lá pra cá o tomate cereja não sobreviveu e o hortelã também não. Mas o restante está bem adaptado, crescendo rápido e dando mais cor  a nossa sala e mais sabor as nossas comidas. ♡

img_0781img_0783img_0785img_0787img_0789img_0784

 

#Cores da Rotina – Como esta sendo e será 2017

Após um longo período sem posts, estamos de volta! 2017 parece que só começou agora, essa semana, quando volto para a minha rotina de Aulas/Pacientes/Laudos/Trânsito. Estava meio que de férias de um trabalho, mas apesar disso, janeiro foi bem turbulento. E agora, tudo volta ao normal! (inclusive os posts por aqui :D)

Esse ano estamos com muitas ideias, planejando muitas coisas boas e estou super animada!!

img_0729img_0750

2017 é o ano da mudança real oficial, por motivos de: vou fazer 30 anos!

Desde os 28, tenho pensado como quero chegar nos 30 e a saúde está no topo dos meus objetivos. Comer bem a gente já come, mas a falta de exercícios era nosso pecado. E esse ano deixou de ser!

img_1438

Uma das nossas metas desse ano também é ler mais! Sendo assim, o ano começou com essa leitura que estou indicando até para quem sorri pra mim na fila da padaria: Propósito – Srim Prem Baba.

Um livro renovador, que inspira, esclarece, liberta e te faz querer ser mais do que matéria/corpo. É lindo! Leiam, por favor!

img_0725

E por motivos de inquietações sobre o trabalho e carreira, comprei também esses dois livros de Mario Sergio Cortella, de quem eu estou fã de carteirinha desde a primeira palestra que assisti em janeiro no youtube.

Minha dica é: separa 40 minutinhos do seu dia e assiste qualquer vídeo dele no youtube. Depois disso, você vai querer ir na livraria mais próxima e comprar qualquer livro que ele escreveu. Eu comecei por esses dois que são muito bons!

img_0727

Esses são nossos primeiros passos em 2017, espero voltar logo, logo aqui para dizer que continuamos ativos, para indicar novas leituras e falar um pouco mais desse ano que vai ser incrível!

As 6 melhores coisas de 2016

 

1 – Ir ao Lollapolloza pela primeira vez

Ir a um festival de música estava na lista das coisas que queríamos fazer antes dos 30. Conseguimos realizar esse ano e foi muito foda! Tão foda que já estamos em depressão por não poder ir à edição de 2017.

 

2 – Conhecer 2 novos países

Em julho desse ano, quando nem estava mais nos nossos planos viajar, apareceu uma mega promo de passagens aéreas e fomos passar o finalzinho das nossas férias na Argentina e de quebra visitamos a Colônia do Sacramento (Uruguai). Foi o tipo de viagem sem planejamento que mais deu certo nas nossas vidas. #QUEREMOSMAISVIAGENSINESEPERADASCOMOESSA

 

3 – Ir ao Show de Coldplay e ficar de frente pra o ídolo

O show de Coldplay foi um dos momentos mais emocionantes do nosso ano para Ísis e para mim. Ísis realizou o sonho da vida dela de assistir ao vivo e a cores o show da sua banda preferida da vida e eu pude estar com ela e vê-la realizar esse sonho. Foi um dia memorável.

 

4 – Conhecer novas praias aqui em Pernambuco e descobrir que a gente não precisa ir tão longe para se encantar com o mundo

Dentro da nossa lista das coisas para fazer antes dos 30 anos, que por sinal tem nos motivado a fazer coisas que queríamos, mas nunca fazíamos… Dentre as coisas que queremos fazer, uma delas é conhecer todas as praias do litoral pernambucano. E esse ano conseguimos conhecer três (Calhetas, Paraíso e Carneiros) das 17 que ainda não conhecíamos.

 

5- As mudanças aqui no Ap

Esse ano pintamos parede, fizemos quadros novos para a sala, furamos a parede bastante, tapamos alguns buracos antigos também. Esse ano a casa ficou diferente, assim como nós. Mudamos e continuamos em eterna mudança, porque mudar faz parte da evolução.

 

6 – Criar o instagram do Blog

O instagram veio para as coisas do dia-a-dia, para os dias corridos, para os pequenos momentos diários que merecem ser postados, ali, na hora, sem muito texto, mas com um monte de cor e amor. A propósito: já tá seguindo a gente por lá? Segue lá também, nunca te pedimos nada ;)

insta-001

 

E que venha 2017 com mais viagens inesquecíveis, mais shows incríveis, mais decor, mais fotos, mais vídeos, mais praia, mais verão, mais cor e mais amor.