Bom também!

Esse ano não teve Olinda, nao teve ladeiras, não teve aperto, não teve empurra-empurra, não teve perrengue (ufa!). Mas teve piscina, teve família, teve conchinha, teve fotos embaixo d’água, teve bailinho de fantasias, teve churrasco e batida de frutas, teve descanso e teve amor, muito amor! E não tem como não classificar esse de: um carnaval perfeito!