Nosso pôr do sol

Se eu fechar os olhos, consigo escutar o som dos passáros, sentir o sol queimando meu rosto, ver o seu sorriso e a luz bonita do entardecer iluminando aquele momento. Aquele era nosso último dia no destino mais esperado das nossas férias e era nossa última oportunidade de ver o pôr do sol do mar Adriático. Eu nem sabia que esse mar existia e nem muito menos que ele seria tão lindo assim. Você que sempre sabe sobre geografia, sobre história, sobre matemática, sobre tantas coisas que eu nem consigo enumerar… tratou de me mostrar no mapa antes mesmo de pisarmos lá pela primeira vez.

Naquela tarde, não falamos muito, não lembro de diálogos. Lembro de um silêncio tranquilo, de olhar para você, só olhar e isso bastar. Lembro dessa sintonia nossa, dessa troca de olhares que fala tanto. Lembro de não precisar dizer eu te amo naquele momento, mas mesmo assim dizer.

Naquela tarde nos abraçamos mais do que todas as outras, sorrimos com o corpo. Dançamos, rodamos, como um ritual, tão nosso, em todos os lugares. Só eu e você. Uma soma que dar sempre mais do que eu consigo imaginar. Aquele dia foi emocionante.

Ali naquela muralha, local de chegada e de partida. Muitas pessoas cruzaram por nós naquela tarde e só nós ficamos ali. Talvez, quem passou entendeu que aquele era nosso momento e com educação não quis atrapalhar. Ninguém ficou, só eu e você. Poderia ter mil pessoas e, ainda sim, seria só eu e você… e o nosso pôr do sol!

DSC00087DSC00088DSC00091DSC00098DSC00099DSC00101DSC00105DSC00107DSC00117DSC00120DSC00122

Anúncios

Um paraíso chamado Dubrovnik!

Vou intercalando os posts da viagem com os do dia-a-dia, mas não quero deixar de eternizar aqui alguns dos melhores momentos do nosso ano. E no caderninho dos bons momentos, Dubrovnik está entre as coisas mais lindas que Deus preparou para a gente. Já postamos os vídeos desse paraíso aqui e aqui.

Dubrovnik é o lugar que eu queria compartilhar com o mundo. Todo mundo merece, nossa alma merece. Tenho tanta certeza disso que essa foi minha legenda na foto do instagram quando eu cheguei nesse paraíso. Dubrovnik é aquele lugar que você deseja muito ir e quando vai, você deseja para sempre voltar. A cidade é linda, a vibração é diferente. Pense um lugar mágico… Esse lugar é Dubrovnik!

IMG_1287IMG_1286IMG_1285IMG_1276IMG_1271IMG_2962Processed with VSCO with a6 presetIMG_3007

Domingo de amor

Eu sou apaixonada pelo dia 10. E o desse mês veio cheio de amor.

O dia acordou ensolarado, depois de um sábado de chuva, aquilo só podia ser a vida nos presenteando. Demoramos para levantar, nada diferente de todos os outros dias. Mas o domingo é aquele dia que a vida não tem pressa. No domingo, a vida passa em slow motion.

Naquela manhã de sol, eu te paquerei enquanto você olhava o celular. Você nem notou e eu nem me importei. Não queria reciprocidade naquela hora, queria apenas ver a vida passando bem ali na minha frente, enquanto mentalmente agradecia por estar vivendo tudo aquilo.

Você deitou com a cabeça na minha barriga e falou que ouviu um roncado, foi sua forma de dizer que estava com fome. Previsível também, pois já era quase 10h. Levantei para preparar nosso café: O café de domingo! Aquele que a gente põe a mesa, que come frutas, pão, bolo, tapioca, suco, café… Nosso banquete. O que esperamos a semana toda para fazer porque domingo é o dia que a vida não tem pressa.

O relógio marcava quase meio dia, mas para gente é como se ainda fosse oito horas da manhã. A conversa é diferente, o humor é diferente. Domingo é o dia que a vida nos mostra que não precisa ter pressa. E a vida passa bem devagarinho. É o dia que a vida dar aquele abraço cheio de amor, que nos aquece todinho, nos prepara para pressa, para a correria, para os cafés rápidos e sem capricho, pro despertador e para esperar o próximo suspiro.

Eu sou apaixonada pelos domingos. Você me fez amar os domingos. Cachorro veio reafirmar essa paixão. E quando domingo cai no dia 10, só pode ser um domingo de amor.

DSC00211DSC00216DSC00217DSC00218DSC00222DSC00224DSC00226DSC00228DSC00229DSC00235DSC00238DSC00242DSC00245DSC00248DSC00250DSC00251DSC00253DSC00258DSC00270DSC00275DSC00282DSC00289DSC00300DSC00303

 

Bodas de pipoca

Ontem fizemos 4 meses de casados (bodas de pipoca) e eu que adoro datas comemorativas, não queria deixar essa data passar em branco. Como passamos metade do dia longe, por conta do dia das mães, aproveitei para encher a casa de cores pra te receber.

A verdade é que se eu pudesse faria uma festa todo dia para comemorar a vida com você. Não quero nunca deixar de dizer que te amo, seja com palavras ou com comemorações simples como a de ontem. Queria retribuir tudo de lindo que você tem feito diariamente para mim. A vida ao seu lado tem sido muito leve e eu te agradeço muito por isso. A sua paciência, o cuidado comigo e até os puxões de orelha que você me dá de vez quando.

Espero mais milhões de meses ao seu lado e que nossos dias continue assim, cheios de leveza, simplicidade, cores e muito, mais muito mais amores.

p.s.: Esse post é pra você amor, TEAMO!

IMG_4807IMG_4810 IMG_4812 IMG_4815 IMG_4818 IMG_4841 IMG_4857IMG_4883 IMG_4874IMG_4849 IMG_4886IMG_4278

 

Praia do Sossego

Ísis está em um emprego novo e entre as coisas boas do novo emprego, uma delas é que uma vez por mês iremos conhecer uma praia/lugar novo do litoral norte. Isso porque dois dos novos pacientes dela que moram pro lado de lá… No início ela ficou meio triste pela distância, mas depois surgiu a ideia de visitarmos juntos esses pacientes em um dia de sábado e de lá irmos para alguma praia, já que estaremos na metade do caminho. E no último sábado, fizemos nossa primeira “viagem” para conhecer a Praia do Sossego, que já estava na nossa lista a algum tempo.

A Praia do Sossego fica no litoral norte de Pernambuco e faz jus ao nome, é de fato um SOSSEGO. Levamos guarda-sol, cadeira de praia, alguns mantimentos e minha sogra para fazermos a farofada completa. Hahahaha. Mas falando sério, a praia é bem tranquila, do jeito que eu gosto: deserta e com mar sem ondas. Quando a maré está baixa, formam uns bancos de areia no meio do mar, eu atravessei nadando, Zinha medrosa não quis ir.

Além da praia por si só valer o passeio, no caminho, antes da ponte da Ilha de Itamaracá, ainda tem um barzinho serve uma caldeirada famosa, paramos na ida para conhecer e vale a pena a parada. Vista, serviço e comidas sensacionais!

DCIM100GOPRODCIM100GOPROIMG_4147 IMG_4235IMG_4211 IMG_4187IMG_4194 IMG_4166 IMG_4159IMG_4221IMG_4206 IMG_4227 IMG_4228