Nosso pôr do sol

Se eu fechar os olhos, consigo escutar o som dos passáros, sentir o sol queimando meu rosto, ver o seu sorriso e a luz bonita do entardecer iluminando aquele momento. Aquele era nosso último dia no destino mais esperado das nossas férias e era nossa última oportunidade de ver o pôr do sol do mar Adriático. Eu nem sabia que esse mar existia e nem muito menos que ele seria tão lindo assim. Você que sempre sabe sobre geografia, sobre história, sobre matemática, sobre tantas coisas que eu nem consigo enumerar… tratou de me mostrar no mapa antes mesmo de pisarmos lá pela primeira vez.

Naquela tarde, não falamos muito, não lembro de diálogos. Lembro de um silêncio tranquilo, de olhar para você, só olhar e isso bastar. Lembro dessa sintonia nossa, dessa troca de olhares que fala tanto. Lembro de não precisar dizer eu te amo naquele momento, mas mesmo assim dizer. De dizer eu te amo com todas as letras e sem nenhuma delas também.

Naquela tarde nos abraçamos mais do que todas as outras, sorrimos com o corpo. Dançamos, rodamos, como um ritual, tão nosso, em todos os lugares. Só eu e você. Uma soma que dar sempre mais do que eu consigo imaginar. Dois e um. Aquele dia foi emocionante.

Ali naquela muralha, local de chegada e de partida. Muitas pessoas cruzaram por nós naquela tarde e só nós ficamos. Talvez, quem passou entendeu que aquele era nosso momento e com educação não quis atrapalhar. Não tinha ninguém, mas poderia ter mil e ainda seria só eu e você e o nosso pôr do sol.

DSC00087DSC00088DSC00091DSC00098DSC00099DSC00101DSC00105DSC00107DSC00117DSC00120DSC00122

Anúncios